quarta-feira, 16 de junho de 2010

GOTAS DA COPA

- A seleção do Dunga Mole sofreu pra derrotar uma seleção falsificada na Coréia do Norte: 2×1.

- O time coreano, formado por 11 gêmeos, no primeiro tempo foi pra cima da seleção brasileira como quem vai pra cima da Coréia do Sul e deu o maior sufoco.

- É bem verdade que a seleção do Dunga Mole já entrou com 10 jogadores e um tal de Elano, apresentando Robinho como o melhor em campo, depois de Juan, e Kaká o pior.

- No segundo tempo, Robinho sumiu, Kaká apareceu mais um pouco, o tal do Elano entrou, fez um gol e saiu. Isso tudo depois que Maicon tentou cruzar uma bola, errou e ela entrou. Coisas da Jabulani.

- E Dunga Mole, que havia entrado com 3 volantes, resolveu dar uma de Mestre, tirou dois volantes, colocou mais um atacante, mas não foi Feliz, pois Nilmar estava muito Dengoso. Ramires, logo tomou um cartão, merecidamente e ainda ficou Zangado, gritando: , Atchin não dá.

- Luís Fabiano foi fabuloso: Distribuiu porrada. E isso tudo diante da Coréia do Norte, cujo único time não oriental que já venceu foi a poderosa Finlândia.

- E que venha a Costa do Marfim.

ATUAÇÕES:

Julio César - Viu o jogo sem fazer nada e ainda levou um gol. Nota 8
Maicon - Um gol cagado e mais nada. Péssimo na defesa. Nota 4
Lúcio - Mal na defesa e pior no ataque. O gol foi em cima dele. Nota 4
Juan - Excelente. Não perdeu uma disputa e ainda foi salvar pela direita. - Nota 10
Michel Bastos - Horroroso no primeiro tempo. Melhorou no segundo. Nota 6
Felipe Melo - Errou tudo. Nota zero
Ramires - Entrou pra levar o único cartão do jogo. Nota zero
Gilberto Silva - Nem notei a sua presença. Nota zero
Elano - Quem? Sem nota
Daniel Alves - Qualquer um seria melhor que Elano. Nota 5
Kaká - No primeiro tempo, uma bosta. No segundo, uma cáca. - Nota 2
Nilmar - Correu e… - Nota 2
Robinho - Bom primeiro tempo e um segundo tempo de triatleta: Pedala, corre e nada. Nota 5
Luis Fabiano - Pelas porradas, e pelo gol perdido: Nota -4

Dunga Mole - Escalou 3 volantes contra a Coréia, quer mais o quê? Nota zero

Nenhum comentário: